FONE: 48 3035 1019
Rua Margarida de Abreu, 395, Campinas, São José (SC)

© Construtábil 2018

3 dicas práticas para reduzir a carga tributária da sua empresa de construção civil

3 dicas práticas para reduzir a carga tributária da sua empresa de construção civil

Um fato já conhecido pelos empresários brasileiros é a exagerada carga tributária do Brasil. Aqueles que querem investir na área de Construção Civil precisam estar atentos, pois os tributos podem representar um aumento dos custos ou até inviabilização de projetos. Por isso, as empresas do ramo de construção civil, que tiverem um bom planejamento tributário, podem reduzir custos significativos alcançando a tal almejada margem de lucro. Abaixo, seguem 3 dicas práticas para te ajudar a reduzir a carga tributária da sua empresa de construção civil:

 

  • Escolha o regime tributário mais adequado

 

A escolha do regime tributário é algo que deve ser dada muita importância, pois irá fazer uma grande diferença no final. Quando feita de forma correta, pode gerar uma redução na carga tributária sem que a lei seja descumprida.

De forma geral, as empresas de incorporação imobiliária podem optar pelo Lucro Presumido ou pelo Lucro Real. Já as empresas que exercem atividades de construção de imóveis e engenharia em geral, inclusive subempreitada, execução de projetos, serviços de paisagismo e de decoração de interiores, podem optar pelo Simples Nacional. Mas é bom ficar atento: nem sempre o Simples Nacional é a opção mais vantajosa!

No Lucro Real, a apuração consiste em apurar as receitas e reduzir custos e despesas para chegar no valor lucro final, que será oferecido à tributação. Mas para optar por este sistema é importante avaliar a margem de lucratividade efetiva da empresa. Dependendo do percentual, pode não ser a melhor opção.  

Já no Lucro Presumido, como o próprio nome diz, há uma estimativa: será presumido um lucro sobre o total das receitas que será tributado.

A escolha depende da realidade de cada empresa. Por isso, é importante fazer simulações para avaliar o melhor cenário.

 

  • Preste atenção nos incentivos fiscais

 

Os incentivos fiscais estão previstos na Constituição Federal e são concedidos pela União, Estados e Municípios. Com essas reduções ou isenções, as empresas do ramo de construção civil podem ganhar uma “folga” no caixa, destinando esses recursos, por exemplo, para ações mais estratégicas, como desenvolvimento da equipe ou compra de novos equipamentos.

As empresas optantes pelo Lucro Real, por exemplo, podem ter uma dedução de até 4% do imposto de renda sobre o lucro líquido (excluído o adicional) através da adesão do PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador. 

As doações ao Fundo Nacional do Idoso ou ao Fundo dos Direitos da Criança e Adolescente são exemplos de como se pode gerar uma dedução de até 1% sobre o imposto de renda devido sobre o lucro líquido.

 

  • Tenha um escritório de contabilidade que entenda do assunto

 

A legislação tributária é bem complexa e detalhista e o não conhecimento da mesma pode interferir no resultado financeiro do seu negócio. É importante escolher um escritório que seja seu parceiro, domine a legislação tributária relacionada ao seu segmento, de forma a otimizar resultados.

Busque alguém que possa realmente entender o cenário da sua empresa e orientar quanto às suas escolhas. A Construtábil Contabilidade é especialista no assunto de construção civil e poderá auxiliá-lo, independentemente de qual parte do Brasil você esteja.

Lembre-se: Um planejamento tributário eficiente, pode ser o fator determinante para o seu sucesso!



WhatsApp
Enviar